#2020

1947 posts
  • vakilankita 4d

    #WorkPressure #Work #WorkLoad #Heartburns #Emotional #Mental #Physical #Stress #Salary #Money #Life #Health #Family #Mom #Dad #Parents #Wellwisher #Home #Office #2021 #2020 #Appraisal #Increment #April #FinancialYear #Quote #Personal #Life #AnkitaVakil #VakilAnkita #Ankita #Friends #Love


    Remember, work is not life! Work is when you have a life.
    If there is no life in you, there is no life in work too!

    (Life = mental, physical, emotional health)
    -ankita vakil

    Inspired by mom and dad. Thank you!

    Read More

    Abhi itna kaam karegi toh jeyegi kab?
    Jeena h tujhe aise hi toh maregi ab!
    ©vakilankita

  • emceemb 1w

    During the pandemic and all of 2020 I did not see my two daughters and I continue to miss them very much.
    Everyday feels like I'm dying. Tears flow, anxiety goes insane. Honestly they've become hard to think about for such reasons. But I know I gotta stay strong and live cause one day I will see them and I don't want to disappoint my girls. ��������

    #2020 #MB

    Read More

    2020

    Unconditional
    Missing, feeling like dying
    But wanting to live.
    ©emceemb

  • sai_krishna_9 3w

    20 days after I ended 'being 20' & progressed another level, I still can't stop being 20! Feels good to be back, though I've been having this particular one in my mind since last year. Relieved to finally pitch it here.

    #The20Poem #20 #Twenty #TwentyPlenty #20Plenty #Poem #2020 #March11 #2000 #Path #Mind #Body #Soul #Road #Mountain #Water #Home #CalvinKris #Comeback #SK9

    Writer's Note: If you find it hard to keep up with the pace of the piece, read it as if you're on a driving trip & you're looking out of your window. It helps, trust me ;)

    Read More

    The 20 Poem - Twenty...Plenty!

    Just like that, another journey began
    And lies ahead of me a clear road
    There comes a rush of blood again
    Faster, slower, have I decided on the right 'road'?

    I'm Twenty and I have to see a lot...Plenty!

    I keep looking ahead with the curiosity of the youth
    To spot a huge hill, cliff, valley or a mountain
    Then strikes a inner moment of truth
    Is my thinking itself a manifested thoughts' 'mountain'?

    I'm Twenty and I have to see a lot...Plenty!

    I wait and wait patiently until I reach the very shore
    For a dive into a lake, river, ocean or sea water
    Where to explode, explore & exploit this wild roar
    Would it work if I did it under my own vessel of 'water'?

    I'm Twenty and I have to see a lot...Plenty!

    Every journey has to come to an end
    Every traveller has to go home
    When I'll need to stop someday and apprehend
    Lying in the laps of what I call my 'home'?

    I'm Twenty and I have to see a lot...Plenty!

    - Calvin Kris
    ©sai_krishna_9

  • lyzgarden 4w

    Descartado

    talvez eu seja apenas o rascunho de alguém
    desenhada e apagada milhares de vezes
    ainda assim tão imperfeita e descartável
    grafite marcado e manchado por baixo
    uma personagem desnecessária
    sem história, sem cenário, sem cor
    apenas uma imaginação

    ©lyzgarden

  • lyzgarden 4w

    Doses homeopáticas

    Acabei inundada em dormência medicamentosa
    De dentro pra fora, reduzida, comprimida e diluída
    Os mesmos sintomas, sem força na ponta dos dedos
    Ainda assim nem eu e nem você somos eficazes nisso
    Nos tornamos mero placebo que machuca e confunde
    Nada nessa situação é plausível, doses e doses em vão
    Mesmo agora, preciso de você de três em três horas

    ©lyzgarden

  • lyzgarden 4w

    O que importa é o agora

    esqueça seus planos para semana que vem
    e as memórias que é melhor não guardar
    junte várias folhas e faça uma pilha
    deite sobre ela e olhe para o céu
    faça fotossíntese também
    nada importa agora

    ©lyzgarden

  • lyzgarden 4w

    Venha e me encontre

    Venha e me encontre, nós voltamos ao começo
    Com as notas musicais de lápis de cor na parede
    O som das suas batidas vai do quarto a cozinha
    E me alcança enquanto eu tomo café de noite

    Entrei escondida até você sem que me vissem
    E assustamos um ao outro sorrindo no escuro
    Tínhamos uma banda invisível inteira só pra nós

    A música me fazia flutuar pela casa até o teto
    Se eu abrisse a janela por certo voaria até o céu

    Minha mente era uma partitura e eu era amadora

    Não nos líamos, não havia explicações, só ruído
    Eu criava melodias e cantávamos no meio do jantar

    Não consegui aprender a tocar violão com um baixo
    As minhas mãos de pianista não se moviam assim
    Você tocava com força e minha sonância repercutia

    Nesses momentos eu mal pensava sobre o futuro
    Com sete anos de vida eu nem pensava em nada
    2h00, você tirava todos os monstros do meu quarto
    Então ia dormir com os seus rondando sua mente

    Volte e me procure, estamos presos ao passado
    Você me disse que se sentiu assim desde sempre
    Tragicamente, eu passei a vida toda sem saber

    Você estava quebrado, fiz sua rachadura aumentar
    Para você e para todos eu parecia jovial e brilhante

    Te viam como o fracasso, eu ainda sinto muito

    ©lyzgarden

  • lyzgarden 4w

    Maleável

    Não encontro uma resposta sobre o porquê você se foi
    Meu interior diz que foi melhor assim, quem sabe
    Tudo tem um prazo pra acabar e dessa vez fomos nós

    Não me importo com esse maldito globo de neve
    Você é tão vazia, tão amena, tão decorativa
    Parada bem acima de mim, me ouvindo atentamente
    Isso se tornou minha fraqueza e me puxou pra baixo

    E eu tenho meus próprios motivos, meus pesares e erros
    Você me fez ter que lidar com os seus e eu não consegui
    Fugindo dos meus sentimentos, te mantive bem longe

    Se preferiu desaparecer desse jeito então que seja
    Ou então que lástima a minha, que perda irreparável
    Cacos de vidro não podem ser colados de volta, eu sei
    Nós duas não podemos nos ver agora e talvez nunca

    Quem diria, que grande desastre você fez dessa vez
    Aparecendo de fininho e pegando tudo de mim pra si
    Marcando o espaço como não mais meu, mas "nosso"

    E então isso? Era exatamente o que você queria?
    Depois de todo esse tempo, do inverno à primavera
    Me derretendo, prendendo a respiração como você
    Até o oxigênio não ser necessário dentro da redoma

    Esse frio não consegue alcançar mais ninguém
    No verão só há sol e calor pra me lembrar de você
    Já bem no outono é insuportável, eu quero voltar

    ©lyzgarden

  • lyzgarden 4w

    Fuga

    Não, você não pode fugir
    Do mesmo jeito que o vento sopra
    O mundo te empurra pra frente

    ©lyzgarden

  • lyzgarden 4w

    Error

    estou temporariamente suspensa
    fora da área de cobertura
    indisponível no momento
    houve erro no sistema
    falha na transmissão
    estou em reparos
    volte depois
    .

    ©lyzgarden

  • lyzgarden 4w

    Dentro

    Tão barulhento por dentro e tão silencioso por fora

    ©lyzgarden

  • lyzgarden 4w

    Garota pluvial

    Ela está chovendo e trovejando por dentro
    Transbordando de toda essa sovinice líquida
    Se desfazendo em colapsos eletrizados
    Afinal de contas, renasceu como Amanaci

    Cada vez mais escuro e cada vez mais fundo
    A garota pluvial emana sua dor em gotas
    Mas nenhum guarda-chuva a protegeria disso
    De si, dos seus pensamentos e de todo o resto

    Existe uma faixa índigo protetora no céu
    Onde a tristeza não alcança e nem ela

    ©lyzgarden

  • lyzgarden 4w

    Ela

    Quando ela vai embora não sobram mais palavras pra dizer

    Quando ela não está aqui meus sentimentos desaparecem

    ©lyzgarden

  • lyzgarden 4w

    Um brinde a você e suas palavras

    Vá em frente e me ataque quando estou vulnerável
    Me encha com seu egoísmo e toda sua insegurança
    Deixe tudo em pedaços até não ter mais conserto
    Pode vir com sua raiva e suas frases inacabados
    Diga entre gritos e xingamentos que é culpa minha
    Posso te garantir que essa satisfação não durará
    Porque quem tá se machucando é você

    ©lyzgarden

  • lyzgarden 4w



    Dormência da alma até às pontas dos pés
    Talvez você me alcance no final disso tudo
    Entre todas as minhas memórias e cinzas

    Porque, na verdade, foi assim que eu morri
    Em um ninho de arrependimentos sem epílogo
    Recitei os nomes daqueles que se importaram
    Como se um pedido de desculpas contasse

    Você não pode consertar as coisas e nem eu
    A ambiguidade assusta na anulação do outro
    Esse momento é o meu final triste ou é o seu?

    Estamos presos na rotação até os nossos ossos
    Permanentemente com nossas idades intactas
    Mas eu vou levar você comigo, eu juro por mim
    Me assista queimar da superfície em silêncio

    E espero que notem o meu valor, me façam luz
    Sempre fui mais do que queria que eu fosse
    E se eu voltar, você sabe que seria o seu fim

    Porque sou imperfeita mas forte como Júpiter
    Posso suportar o mesmo temporal por milênios
    E você é pequena e previsível, sempre na rota
    Tal como Plutão que mal se encaixa no espaço

    Solte os seus gritos e me amaldiçoe aos céus
    Garanto que seus lamúrios não chegarão longe
    A lei da ação e reação perpetua certa malícia

    Então veja através do tempo e de toda a dor
    Poderíamos, eu e você, ter feito diferente?
    É claro, esse pensamento não muda nada agora
    Não na sequência vida, reprodução e morte

    Mas estamos impregnadas de rancor e mágoa
    Suas lágrimas me enchem de ternura póstuma
    No entanto, nem isso é o bastante pra mim

    ©lyzgarden

  • lyzgarden 4w

    Satélite

    Somos feitas da mesma matéria, mas somos diferentes.

    ©lyzgarden

  • lyzgarden 4w

    Cafeída

    Você faz de mim seu asteróide toda vez que, de repente, seu olhar encontra o meu. Me sinto em constante colisão e o perigo iminente me apavora, mas no fundo eu sei que nunca irei te alcançar aqui, no espaço. Permaneço em círculos como um satélite com rota tracejada e o universo todo ri de mim, eu ouço.

    ©lyzgarden

  • lyzgarden 4w

    Sol

    Encarando a mesma paisagem
    Esperando um fim distante e próximo
    O gosto agridoce inibindo minhas artérias
    Você vai nascer de novo amanhã?
    Suas luzes e cores vão sumir pra sempre?
    Longe demais como partículas de estrelas mortas
    Por que escolheu seguir pra tão distante?
    Ainda tenho na memória
    O calor que tocava meus dedos e me trazia paz
    Agora é tudo caos, tudo medo, tudo vazio e sem cor

    ©lyzgarden

  • lyzgarden 4w

    Luz

    Você me mantém paralisada num pôr-do-sol desbotado
    Suas cores estão murchando, seu calor está se esvaindo
    Mas continuo com um relógio quebrado nas mãos

    ©lyzgarden

  • lyzgarden 4w

    Sem

    Você disse que sou quieta por essência
    Que nunca sabe no que estou pensando
    Mas acho que foi assim que fui criada
    Sem conversas, sem ideias em voz alta

    Sentimentos são fáceis de distinguir
    Embora eu não consiga expressar nenhum
    Mas acho que foi assim que fui criada
    Sem afeto, sem palavras de encorajamento

    Ouvi que deveríamos seguir um padrão
    Que tudo fora disso era errado e fútil
    Mas acho que foi assim que fui criada
    Sem normas estabelecidas, sem punições

    Sem afeto, sem calor e sem toque

    ©lyzgarden